Juninho tenta gol com o pé esquerdo

Juninho Pernambucano viveu um dilema na sexta-feira, um dia depois do gol que fechou a vitória do Brasil contra a Grécia. Ele marcou cobrando falta com um chute de pé direito, calçado na chuteira de Clara. O esquerdo é da Giovanna. As duas são filhas de Juninho e estavam em um hospital no Brasil, na quinta-feira, recuperando de cirurgias de amígdalas. Seus nomes estão impressos nas chuteiras azuis do meia da Seleção. "Foi o meu primeiro gol defendendo a Seleção Brasileira. Teve um sabor especial, mas a Giovanna (9 anos) está com ciúmes, disse que só a Clara (3 anos) marca gols. Ela me pediu um golzinho. Vai ser difícil, não costumo marcar de pé esquerdo", contou Pernambucano, hoje, depois do treino dos reservas no CT do Estádio de Hannover. "As duas estavam no hospital no dia do jogo." A idéia de colocar o nome das filhas nas chuteiras partiu dele mesmo depois de acertar com a patrocinadora do equipamento. "Desde setembro venho usando estas chuteiras. É bem legal. Minhas filhas me dão muita força." Não é por falta de gols que as meninas vão reclamar. Nas contas de Juninho, ele cravou 17 defendendo o Lyon na temporada 2004/2005. A maioria, não sabe exatamente quantos, foi de pé direito, da chuteira de Clara. Na Seleção Brasileira, disse que abriu a porteira marcando o primeiro gol no jogo contra os gregos. Quer muito mais. Antes, porém, seu objetivo é garantir um lugar na barca dos pentacampeões para o Mundial de 2006. "Esta é a minha prioridade na Copa das Confederações. Quero estar no grupo da Copa do Mundo. Depois, sim vou lutar para recuperar a posição de titular do time."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.