Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Junior Dutra mostra estrela e deve ganhar vaga de Kazim no Corinthians

Atacante ex-Avaí foi o destaque do Alvinegro em goleada sobre o São Caetano

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

21 Janeiro 2018 | 22h46

Junior Dutra foi o destaque do Corinthians na goleada por 4 a 0 sobre o São Caetano não só pelo gol que fez neste domingo, no Pacaembu, pela 2ª rodada do Campeonato Paulista, mas principalmente pela boa movimentação e também presença de área. Não à toa, o atacante participou diretamente de outros dois gols e pode ser titular na quarta-feira contra o Ferroviária.

+ TEMPO REAL - São Caetano 0 x 4 Corinthians

+ TABELA - Classificação completa do Paulistão

Neste domingo, Junior Dutra precisou de apenas um minuto para cair nas graças da torcida e mostrar a Carille que pode render mais do que Kazim. Aos 17 do segundo tempo, ele entrou no lugar do turco, que deixou o campo vaiado. Aos 18, fez o segundo gol do Corinthians após vacilo geral da zaga do São Caetano.

O atacante, no entanto, tratou de conter e euforia e preferiu adotar um discurso mais comedido após o jogo. “É continuar trabalhando. O Kazim é um grande jogador, dá a vida pelo time. Eu cheguei agora, quero meu espaço, treino forte todo dia. Carille conversou comigo, sabe da minha característica. Eu não sou pivô, sou de movimentação, mas ele é um treinador muito inteligente e sabe o que fazer com o time”, disse.

O técnico Fábio Carille não quis antecipar a saída de Kazim da equipe, mas deu indícios de que o turco deve ir para o banco na próxima rodada. “Vamos ter algumas mudanças. Não desisto de jogador e ele requer uma condição melhor. Se ele vai iniciar jogando ou vai entrar no decorrer da partida, é o campo que vai mostrar”, disse.

O treinador também fez questão de destacar a versatilidade de Junior Dutra. "Quando ele foi contratado, sabíamos que poderia fazer três funções no ataque, jogando aberto ou de falso 9 porque já tinha atuado assim no Avaí e no Japão", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.