Junior Dutra prevê parceria de sucesso com artilheiro Pedro no Fluminense

Atacante, que veio do Corinthians, entrou em campo somente no segundo tempo e jogou apenas 45 minutos contra o Sport

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2018 | 19h50

Após estrear com a camisa do Fluminense, no domingo, o atacante Junior Dutra aprovou a parceria com Pedro, novo artilheiro do Brasileirão, e projetou nesta segunda-feira um bom entrosamento no ataque tricolor com o novo parceiro, de apenas 21 anos.

+ Confira a classificação do Fluminense no Campeonato Brasileiro

"Tem tudo para dar certo, temos características diferentes, o Pedro é mais centroavante e eu, mais jogador de movimentação. Durante o jogo, conseguimos tabelar algumas bolas, dei passes para ele finalizar algumas vezes. Se sem ter treinado já deu certo, a tendência é que a gente evolua juntos", disse Junior Dutra.

O jogador, que veio do Corinthians, entrou em campo somente no segundo tempo e jogou apenas 45 minutos com Pedro no domingo, na vitória do Fluminense sobre o Sport por 2 a 1. Pedro marcou os gols do time carioca e passou a dividir a artilharia do campeonato com Róger Guedes, ambos com nove gols - mas o rival deixou o futebol brasileiro durante a Copa do Mundo da Rússia.

No domingo, Junior Dutra mostrou como deve ser o seu posicionamento em campo. "Gosto de jogar pelo lado, é uma característica minha. Jogava com a camisa nove e o pessoal achava que eu era centroavante por causa do número, mas essa era a minha função, joguei o ano todo praticamente assim, mais aberto."

O atacante admitiu que estava ansioso para estrear com a camisa do Fluminense. "Era um jogo muito difícil fora de casa, em um Brasileirão de pontos corridos, a gente sabe como é importante pontuar. Sair com três pontos num jogo difícil, contra uma equipe com grandes jogadores, foi muito importante", comentou.

Na reapresentação do elenco tricolor, nesta tarde, os titulares de domingo foram submetidos ao monitoramento fisiológico e fizeram um trabalho regenerativo na academia do CT da Barra. Os demais foram a campo para um treino técnico sob o comando do treinador Marcelo Oliveira, que liderou trabalho de posse de bola e um coletivo em campo reduzido.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.