Júnior nega desavença com Rivellino

O técnico Júnior explicou um pouco mais, nesta terça-feira, a sua decisão de deixar o comando técnico do Corinthians depois de apenas 10 dias de trabalho. Em entrevista ao SporTV, o treinador revelou que só decidiu ir embora ao perceber que, com os jogadores que tinha à disposição, teria de se violentar enquanto profissional. ?Eu teria de armar a equipe com um esquema defensivo e isso contraria tudo o que eu penso a respeito de futebol?, disse.Júnior garante que com isso, não quer dizer que time do Corinthians seja muito fraco. ?Se fosse o time do início da temporada, estaria brigando lá em cima (pelo título). Mas na forma atual, é um time para ficar numa posição intermediária?, explicou.O treinador desmentiu que tivesse tido algum problema de relacionamento com o diretor-técnico Roberto Rivellino. ?Disseram por aí que eu briguei com o Riva. Sabe quando eu vou brigar com o Riva?, perguntou ele. ?Nunca!?, respondeu.Júnior lamentou que a sua passagem pelo Corinthians tenha sido tão curta. ?É uma pena que eu não pude retribuir todo a atenção que recebi e toda a estrutura que me foi colocada à disposição. Mas a vida continua?, disse.Na véspera, Júnior havia explicado de maneira vaga os motivos de sua saída. ?Eu não me via com meios de dar um retorno positivo à diretoria e à torcida?, disse ele, em nota oficial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.