Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Junior Urso admite que Corinthians 'não tem mais desculpas' e pede evolução

Volante disse que período está sendo importante para aprimorar parte física e equipe ganhar mais entrosamento

João Prata, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2019 | 16h19

O volante Junior Urso concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira no CT do Corinthians e disse que agora não há mais desculpas para o fraco futebol do time. Segundo ele, a pausa da Copa América está sendo importante para o grupo se conhecer melhor e está chegando o momento de colocar o aprendizado em prática. 

"Essa Copa América nos ajudou. Me ajudou no descanso, eu vim da China e eram poucos jogos. O volume de jogos acabou me cansando. Não há tempo para desculpa. Está na hora de todo mundo colocar em prática o que sabe. Não dá para dizer que não houve tempo", comentou.

"Se todo mundo acertar o que tem de corrigir, todos estarão em alto nível. Tivemos tempo para trabalhar. Vamos voltar fortes, como todo mundo. Não há mais tempo para desculpa. Todos tiveram tempo para descanso e trabalho. Espero que o Corinthians seja um dos times a conseguir dar a volta por cima no Brasileirão", prosseguiu.

O Corinthians vem de uma apresentação preocupante. No sábado, perdeu por 2 a 1 para o Botafogo-SP em amistoso disputado em Ribeirão Preto. O time alvinegro ainda terá outros dois testes antes de voltar para o Campeonato Brasileiro. Na quinta-feira, às 21h30, visitará Vila Nova em Goiânia e no domingo jogará contra o Londrina, em Maringá, às 11h. 

O elenco alvinegro se reapresentou pela manhã e nesta segunda-feira treinará em dois períodos. Para Junior Urso é necessário aprimorar alguns fundamentos. "Melhorar a posse de bola. Ter mais finalização. Passamos longos minutos sem chutar a gol. Ele (Fábio Carille) nos cobrou isso. De repente, não ficar só trocando passe na frente da linha adversária", disse.

Os atacantes Clayson e Everaldo, que ficaram fora do amistoso para realizar fortalecimento muscular, participaram de um trabalho à parte com bola. O argentino Mauro Boselli, que teve mais uma oportunidade em campo, foi bastante crítico sobre a equipe após a partida e afirmou que se continuar assim não vai ganhar mais nada no ano.

"Concordo com Boselli. Se nos apresentarmos como nos apresentamos contra o Botafogo-SP... Com todo respeito, uma equipe como o Corinthians precisa vencer um jogo como esse. É trabalhar para que não aconteça isso nos próximos jogos", afirmou o volante.

"Há verdade no que ele disse, não encarei como ruim, não. Talvez seja melhor conversar entre nós, somos maduros. Sabemos que temos que melhorar. Mas não deixa de ser verdade. Se não melhorarmos, não conseguiremos grandes coisas no Brasileirão", encerrou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.