Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Junior Urso revela meta de marcar um gol a cada três jogos pelo Corinthians

Volante balançou as redes contra a Ferroviária pelas quartas de final do Campeonato Paulista

João Prata, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2019 | 04h30

O volante Junior Urso foi o autor do gol do Corinthians no empate com a Ferroviária por 1 a 1 na quarta-feira. O resultado levou a decisão para os pênaltis, mas o time alvinegro avançou para as semifinais do Campeonato Paulista. O jogador comemorou a classificação e revelou que tem uma meta pessoal no clube.

"Planejei marcar um gol a cada três partidas. Fico feliz com esse gol, mas mais feliz ainda pela classificação. Jogo difícil, mas graças a Deus temos o Cássio no gol e ele tem nos ajudado", disse em refêrencia ao goleiro que pegou um pênalti. "É uma meta minha, não é o clube que pediu. Vou trabalhar para atingir isso. É um projeto que fiz com a minha família. É importante para mim", completou.

Urso tem nove jogos com a camisa do Corinthians e três gols marcados até agora. Os outros dois foram em partidas da Copa do Brasil. Ele balançou as redes uma vez na vitória por 4 a 2 sobre o Avenida-RS, ajudando o time a avançar no torneio. Depois fez no triunfo por 3 a 1 sobre o Ceará, fora de casa, no jogo de ida da terceira fase - a volta acontecerá na próxima quarta-feira, em Itaquera.

A preocupação do momento, no entanto, é o Santos. A Federação Paulista de Futebol confirmará nesta quinta-feira a data e o horário das partidas - o jogo de ida, muito provavelmente, será no domingo, às 16h, em Itaquera. "Sabemos como enfrentar o Santos. O Corinthians tem mostrado evolução e a ideia é mostrar isso no domingo", comentou. 

Sobre o duelo das quartas de final, Urso enalteceu o adversário. "A Ferroviária na primeira partida foi melhor do que a gente. Na segunda, em muitos momentos, também conseguiu ser superior. Pelo menos na posse de bola. Foi um time corajoso. Mas temos de destacar nosso time que soube se comportar bem e bloqueou o ataque deles. E o mais importante é que nos classificamos", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.