Clive Brunskill/AP
Clive Brunskill/AP

Jürgen Klopp sai em defesa de Alexander-Arnold na seleção: 'Não tem de provar nada'

Lateral-direito, que garantiu a vitória do Liverpool neste sábado, foi esquecido na convocação da seleção da Inglaterra

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2021 | 09h20

Responsável por fazer o gol que deu a vitória ao Liverpool sobre o Aston Villa neste sábado, Alexander-Arnold está com moral com o técnico Jürgen Klopp. Após a nova vitória no Campeonato Inglês, o comandante defendeu a atual fase de seu lateral-direito, dizendo que ele 'não tem de provar nada' para que seja convocado para a seleção da Inglaterra.

Alexander-Arnold fez um belo gol de fora da área já nos acréscimos da partida com o Aston Villa, garantindo os três pontos para o Liverpool e a permanência na briga por uma vaga na próxima Liga dos Campeões. Porém, recentemente, ele sofreu algumas críticas e chegou até a não ser convocado pelo técnico Gareth Southgate para a equipe nacional de seu país, que disputa as Eliminatórias Europeias.

Desde sua ausência da seleção, o lateral então teve altos e baixos no Liverpool. Ele foi o destaque da vitória sobre o Arsenal, mas cometeu um erro no meio de semana em partida com o Real Madrid, pela Liga dos Campeões. Klopp pensa que seu atleta de 22 anos ainda precisa de tempo para ganhar maturidade no futebol.

"Para ser honesto, eu acho que ele não tem de provar nada", disse Klopp em depoimento à emissora BBC, se referindo à presença de Southgate no Anfield para ver a exibição do jovem defensor. "Você pode jogar a melhor temporada de sua vida e o técnico da seleção nacional tem de tomar uma decisão, e eu respeito isso."

"A única coisa que Trent (Alexander-Arnold) está fazendo é jogar seu melhor futebol. Nos últimos dez dias, duas vezes ele jogou de forma magnífica e agora ele fez um golaço. A coisa mais importante é que não paramos de falar sobre isso", completou Klopp.

A vitória do Liverpool sobre o Aston Villa fez a equipe soma 52 pontos, na 5ª colocação do Inglês, apenas dois pontos abaixo do Chelsea, no 4º lugar e que atualmente ocupa a última vaga para o mais importante torneio continental de clubes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.