Gerard Julien/AFP
Gerard Julien/AFP

Justiça anula reforma do Santiago Bernabéu, mas Real vai recorrer

Clube espanhol pretende ampliar o estádio e construir um complexo comercial e hoteleiro e promete corrigir todos aspectos necessários

Estadão Conteúdo

11 de fevereiro de 2015 | 11h48

O Real Madrid confirmou nesta quarta-feira que o Superior Tribunal de Justiça de Madri anulou a permissão concedida pelo governo que liberou a implementação do projeto de remodelar e ampliar o seu estádio, o Santiago Bernabéu. Os atuais campeões europeus, porém, destacaram em um comunicado oficial que não vão desistir do projeto.

"Diante dessa sentença, o Real Madrid vai trabalhar em conjunto com a prefeitura e o governo regional de Madri para corrigir os aspectos que sejam necessários para que o projeto de remodelação do Estádio Santiago Bernabéu se torne viável", disse o Real Madrid, que pretende ampliar o estádio e construir um complexo comercial e hoteleiro.

A decisão do Superior Tribunal de Justiça anulou a permissão dada pelo governo regional de Madri em 2012 através do Plano Geral de Ordenação Urbana. No ano passado, um tribunal havia suspendido os planos de obras do clube em seu estádio após a apresentação de uma petição feita pelo grupo ambiental Ecologistas em Ação.

O projeto de reforma do estádio pelo Real Madrid também está sob investigação pela União Europeia em razão de eventual auxílio estatal ilegal através da troca de uma propriedade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.