AFP
AFP

Justiça grega aponta Maguire culpado de agressão e suborno

Atleta, que foi representado por seus advogados, vai recorrer da sentença

Redação, Estadao Conteudo

25 de agosto de 2020 | 15h57

As autoridades gregas consideraram, nesta terça-feira, o zagueiro Harry Maguire, capitão do Manchester United, culpado de agressão e tentativa de suborno após se envolver em uma briga na ilha de Mykonos. O atleta, que foi representado por seus advogados, vai recorrer da sentença. O clube inglês divulgou uma nota, na qual o jogador continua a afirmar "veementemente sua inocência".

O defensor inglês de 27 anos e dois outros réus teriam de estar nesta terça-feira a um tribunal na ilha de Mykonos, mas não eram obrigados a comparecer ao julgamento e poderiam voltar para as suas casas, de acordo com a promotoria.

Ainda nesta terça-feira, o técnico Gareth Southgate, da seleção da Inglaterra, convocou Maguire para os primeiros jogos do time nacional na Liga das Nações da Uefa em setembro.

Maguire e outros 23 jogadores foram chamados para as partidas fora de casa contra a Islândia, em Reykjavik, em 5 de setembro, e contra a Dinamarca, em Copenhague, três dias depois.

A Inglaterra não entra em campo desde novembro do ano passado, quando goleou Montenegro (7 a 0) e Kosovo (4 a 0) pelas rodadas finais das Eliminatórias da Eurocopa de 2020, competição que foi adiada para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.