Guillermo Granja/Reuters
Guillermo Granja/Reuters

Justiça impede presidente de federação do Equador de viajar para Copa da Rússia

Juiz equatoriano alega que o dirigente Carlos Villacís descumpriu uma ordem judicial

Estadão Conteúdo

06 Junho 2018 | 18h46

O presidente da Federação Equatoriana de Futebol, Carlos Villacís, foi proibido nesta quarta-feira pela Justiça de seu país de fazer viagens internacionais e, consequentemente, não pode ir para a Copa do Mundo da Rússia.

+ Infantino diz que jogos na Copa poderão ser suspensos em caso de racismo

+ Bélgica passa fácil pelo Egito e mantém série invicta às vésperas do Mundial

Em sua decisão, o juiz Francisco Mendoza alega que Villacís descumpriu uma ordem judicial que obrigava a entidade nacional a realizar outra concorrência para conceder os direitos de televisão do Campeonato Equatoriano, que impediu a transmissão de várias partidas no início da competição.

O político Dalo Bucaram havia denunciado acordo que a federação tinha com a empresa uruguaia GolTV, que ele considerou prejudicial aos interesses do país. A entidade não convocou, em princípio, um novo concurso, embora posteriormente tenha feito.

As tentativas da federação para finalizar o convênio com a TV falharam devido a um pedido de proteção judicial que Bucaram havia apresentado na época, com a aprovação do Ministério Público.

Com o imbróglio, os clubes retomaram o controle dos direitos de televisão do campeonato local e conseguiram concretizar a negociação com a empresa uruguaia, que transmite atualmente o Campeonato Equatoriano em conjunto com outras operadoras.

 

A proibição ao principal dirigente do futebol equatoriano é parte de uma medida cautelar. Também nesta quarta-feira foi iniciada uma etapa de instrução do processo, que vai durar 90 dias. Durante este período, Villacís não pode sair do país e terá de se apresentar periodicamente ao tribunal.

O presidente da Federação Equatoriana de Futebol foi convidado para participar do Congresso da Fifa, em Moscou, nos próximos dias, apesar de o Equador não ter se classificado para a Copa do Mundo.

A equipe nacional ficou apenas na oitava posição entre as dez seleções que disputaram as Eliminatórias Sul-Americanas. Obteve 20 pontos em 18 jogos, com seis vitórias, dois empates e dez derrotas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.