Divulgação
Divulgação

Justiça impede torcida na final da Taça Guanabara entre Fluminense e Vasco

Partida marcada para este domingo, no Maracanã às 17 horas, terá portões fechados após imbroglio entre clubes

Daniela Amorim / RIO, O Estado de S.Paulo

17 de fevereiro de 2019 | 11h30

Uma decisão judicial proferida na madrugada deste domingo determinou que a partida final da Taça Guanabara, prevista para às 17h entre Fluminense e Vasco, seja disputada a portas fechadas, ou seja, sem a presença das torcidas dos times cariocas. O jogo ocorrerá neste domingo no Estádio do Maracanã, na zona norte do Rio.

A desembargadora de plantão Lucia Helena do Passo acolheu um pedido do Fluminense, em meio a uma disputa entre os clubes pela alocação de suas torcidas no setor sul do estádio.

O Vasco chegou a informar que seu Departamento Jurídico tentava reverter a decisão da desembargadora de impedir a entrada de torcedores para acompanhar o clássico do futebol carioca. No entanto, a justiça do Rio não concedeu a liminar ao cruzmaltino e ambos clubes farão a final do primeiro turno do Campeonato Carioca sem a presença de seus torcedores.

Fluminense e Vasco chegaram à decisão da Taça Guanabara após vencer Flamengo e Resende, respectivamente, nas semifinais. O clube vascaíno está com aproveitamento de 100% no torneio e enfrenta o tricolor carioca, que perdeu apenas uma partida no torneio, justamente para o rival deste domingo, e tem o melhor ataque da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.