Justiça indicia Mustafá por dívida fiscal

Mustafá Contursi foi indiciado criminalmente pela Justiça Federal por sonegação de impostos no exercício da função de presidente do Palmeiras. Segundo a procuradora da República Thamea Valiengo, a Receita Federal investigou as atividades do clube e constatou que não houve recolhimento da Contribuição Para Fins de Seguridade Social (Cofins) relativa ao dinheiro recebido no pagamento de aluguéis de propriedades do Palmeiras e receitas extras não relacionadas às atividades esportivas da instituição. ?Como o clube não pode ser processado, Mustafá, como presidente do Palmeiras, assume a responsabilidade criminal?, explica Thamea. O valor sonegado, segundo a procuradora, corresponde a R$ 696.012,95 e o dirigente havia sido não só notificado sobre o caso como intimado a se explicar à Receita Federal. ?O processo poderia ser evitado, se houvesse o pagamento da dívida até a instauração do processo. Agora, vai correr, independentemente de a dívida vir a ser quitada.? Segundo Thamea, a sentença deve sair em um ano. A assessoria de imprensa do clube diz não ter recebido orientações para falar sobre o caso. Desfalques ? Enquanto isso, o time treinava para a partida contra o Ceará, sábado em Sobral. Um dos assuntos do dia foram os comentários de Vanderlei Luxemburgo. O técnico do Cruzeiro disse que não dá para garantir que o Palmeiras, com o atual grupo, consiga subir para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. ?Com tantos problemas que temos aqui, não vamos nos preocupar com este?, disse Magrão. O volante evitou atiçar a polêmica, mas se mostrou seguro ao declarar que, se Luxemburgo não tivesse ido embora no ano passado, logo no início do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras não cairia para a Série B. ?Coisas como essa nos dão força para trabalharmos com mais vontade ainda?, disse o volante Alceu. Nesta quinta-feira, além de Pedrinho, contundido, e de Leonardo, suspenso, outra baixa foi confirmada: a do volante Adãozinho, que sofreu lesão na derrota de quarta-feira para o Cruzeiro por 1 a 0.

Agencia Estado,

14 de agosto de 2003 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.