Justiça interdita estádio do Santos

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), Naief Saad Neto, determinou a interdição preventiva da Vila Belmiro, em conseqüência dos incidentes registrados no domingo, na partida em que o Santos venceu o Corinthians por 3 a 0, pela 7ª rodada do Campeonato Paulista. O goleiro Mauro, do Santos, foi atingido na cabeça por uma pedra, atirada de uma área do estádio onde estava a torcida do Corinthians. O goleiro sofreu um corte no couro cabeludo e, sangrando, teve de receber atendimento médico. O jogo ficou paralisado por cerca de 5 minutos. De acordo com o presidente do TJD, apesar de o ferimento no goleiro ter sido provocado por torcedores corintianos, a responsabilidade de segurança do estádio é do time mandante. Segundo a decisãojudicial, o estádio ficará interditado até que seja realizada uma nova vistoria, certificando as condições necessárias de segurança. A datata da nova vistoria ainda não foi definida.

Agencia Estado,

15 de fevereiro de 2005 | 18h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.