Justiça italiana fecha estádio do Catania até 30 de junho

O estádio Angelo Massimino de Catânia, palco dos incidentes que motivaram as normas de segurança implantadas no futebol italiano para coibir a violência, foi fechado até o próximo dia 30 de junho.Segundo a decisão do juiz esportivo da Liga de Futebol, Gianpaolo Tosel, o Catania disputará todas as partidas com portões fechados até o fim da temporada. A equipe também foi multada em 50.000 mil euros (cerca de R$ 140 mil).Na noite de 2 de fevereiro, torcedores de Catania e Palermo - que fizeram o clássico da região da Sicília - brigaram durante e após a partida. Nos incidentes morreu o inspetor de Polícia Filippo Raciti, vítima de uma hemorragia no fígado devido a fortes pancadas na região abdominal.O prefeito da cidade de Catânia, Umberto Scapagnini, divulgou comunicado expressando sua revolta com o fechamento do estádio. "Não é justo descontar na cidade de Catânia e em seu clube anos de absoluta inércia e desconsideração com o grave problema da violência no futebol, tanto em âmbito nacional como no europeu", disse Scapagnini. Por sua vez, o administrador delegado do Catania, Pietro El Mônaco, afirmou que "a sentença coloca uma cidade de joelhos e obriga que acabemos com o futebol aqui, apesar de estar claro que nossa responsabilidade era limitada, já que os fatos ocorreram fora do estádio". Segundo o dirigente, a sentença castiga mais os torcedores do Catânia que qualquer outro grupo.Esta é a punição mais longa em toda a história da primeira divisão italiana. A anterior foi aplicada no Legnano, que na temporada 1951/52 foi castigado com oito rodadas de fechamento de seu estádio pela agressão ao árbitro durante uma partida com o Verona. A decisão do juiz foi baseada no fato de o Catania já ter sido advertido em 21 de setembro de 2006, após os distúrbios durante a partida disputada contra o Palermo, e que também ficou uma rodada sem receber público por incidentes contra o Messina, em 26 de setembro, quando policiais foram agredidos enquanto atendiam a um espectador que estava passando mal.

Agencia Estado,

14 de fevereiro de 2007 | 12h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.