Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Justiça nega ação contra financiamento do BNDES ao estádio do Corinthians

Advogado argumentou que o Corinthians é insolvente e que o único imóvel que tem está penhorado como garantia de dívida fiscal

AE, Agência Estado

16 de agosto de 2013 | 21h07

SÃO PAULO - O Tribunal Regional Federal da 4ª Região rejeitou a liminar, movida em ação popular pelo advogado Antônio Pani Beiriz, que pedia a suspensão do repasse de verbas do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) para a construção do Itaquerão. Assim, o financiamento para a construção do estádio do Corinthians, em São Paulo, está mantido.

Antônio Pani Beiriz é o mesmo advogado que conseguiu uma vitória judicial em novembro do ano passado e travou por algum tempo o patrocínio da Caixa Econômica Federal ao Corinthians - o clube e o banco acabaram revertendo a situação, o que permitiu o acordo entre ambos. Agora, ele questionou o financiamento do BNDES ao Itaquerão.

Em sua ação, o advogado argumentou que o Corinthians é insolvente e que o único imóvel que tem, o Parque São Jorge, está penhorado como garantia de dívida fiscal. Ele também alegou que a Caixa Econômica Federal teria se tornado fiadora do empréstimo de R$ 400 milhões com o BNDES, para o estádio, sem exigir as devidas garantias.

Após ter o pedido inicialmente negado pela 3ª Vara Federal de Porto Alegre, Antônio Pani Beiriz recorreu ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Mas o relator do processo, desembargador federal Luís Alberto d'Azevedo Aurvalle, rejeitou novamente a ação. Segundo ele, os argumentos que foram apresentados pelo advogado não se sustentam.

Com orçamento de R$ 820 milhões, o Itaquerão conta com a linha de crédito de R$ 400 milhões do BNDES e R$ 420 milhões de incentivos fiscais da prefeitura de São Paulo. Palco da abertura da Copa do Mundo de 2014, o estádio já ultrapassou 80% das obras concluídas e tem a previsão de que ficará pronto em dezembro, dentro do prazo estipulado pela Fifa.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014esportesfutebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.