Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Justiça nega terceiro habeas corpus a corintianos presos no Rio

Grupo de 30 torcedores continua preso por causa de briga com policiais no domingo

Estadão Conteúdo

28 Outubro 2016 | 16h24

A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou mais um habeas corpus aos corintianos presos desde o último domingo por causa do tumulto ocorrido no Maracanã, no domingo passado. Nesta sexta-feira, a Justiça negou o pedido encaminhado em favor de Michael Godoy. A decisão é da desembargadora Suimei Cavalieri.

O habeas corpus foi impetrado pelo advogado paulista Julio Cesar Ferreira, que não está listado entre os defensores do grupo de corintianos. Foi a terceira negativa de soltura nos últimos dois dias. Na quinta, a Justiça já havia negado os pedidos em favor de Wagner Vinícius Ferreira e André Tavares.

O grupo de 30 corintianos está preso desde domingo em função de um tumulto acontecido no Maracanã pouco antes da partida entre Flamengo e Corinthians. Após passarem a primeira noite detidos na Cidade da Polícia, os corintianos foram encaminhados ao Complexo de Gericinó, em Bangu, onde estão desde então. Eles foram colocados em uma ala neutra do presídio, separados dos demais presos.

A juíza que ordenou a prisão preventiva dos acusados, Marcela Caram, passou a sofrer ameaças nas redes sociais, o que levou uma associação de magistrados a divulgar nota em favor dela. Ela teve sua segurança reforçada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.