Alex Silva
Alex Silva

Lusa terá de pagar R$ 100 mil a Héverton, pivô da queda em 2013

Jogador vence ação na Justiça por danos morais

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2015 | 18h29

Pivô do polêmico rebaixamento da Portuguesa no Campeonato Brasileiro de 2013, o meia Héverton conseguiu uma indenização de R$ 100 mil por danos morais. O clube foi condenado pelo Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT), que rejeitou o pedido inicial dos advogados do atleta de R$ 13 milhões.

Em um primeiro momento, a juíza Elisa Maria de Barros Pena havia absolvido o clube, mas reformou a sentença anterior e condenou a Lusa por danos morais. Héverton foi o protagonista involuntário do episódio que resultou na queda do time para a Série B. O meia foi escalado irregularmente na última rodada da competição, contra o Grêmio, quando participou por apenas 10 minutos. Ele tinha acumulado três cartões amarelos e o erro fez o clube ser punido e perder quatro pontos.

A queda na tabela culminou no rebaixamento do time da capital paulista e salvou o Fluminense. Tudo isso após o término do campeonato. O caso ficou mais conhecido pelo nome do jogador. Foi justamente essa a motivação de seu advogado, Juliano Tetto, para entrar com a ação. Segundo a juíza, a imagem do atleta foi vinculada de maneira pejorativa nos noticiários, devido a utilização do termo "Caso Héverton".

Além da indenização, o clube ainda deve verbas trabalhistas ao meia, que se juntam a um total de R$ 47 milhões em dívidas sob tutela da 59.ª Vara do Trabalho de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaHéverton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.