Justiça obriga São Paulo a devolver Taça das Bolinhas

O juiz Gustavo Quintanilha Telles de Menezes, da 50.ª Vara Cível do Rio de Janeiro, determinou nesta terça-feira que o São Paulo tem 24 horas para devolver o troféu Copa Brasil, conhecido popularmente da ''Taça das Bolinhas''. O polêmico troféu deve ficar em posse da Caixa Econômica Federal até que haja uma resolução final sobre o caso.

AE, Agência Estado

22 de fevereiro de 2011 | 19h51

A "novela" sobre a Taça ganhou um novo capítulo com o reconhecimento da CBF do título brasileiro de 1987 do Flamengo na segunda-feira. O clube carioca acabou se tornando o primeiro pentacampeão nacional, com direito de ficar com o troféu. A decisão ocorreu exatamente uma semana depois de a entidade entregar a Taça ao São Paulo, então primeiro vencedor de cinco títulos brasileiros.

A medida cautelar da Justiça é consequência de uma ação impetrada pelo Flamengo, que, após o reconhecimento da CBF, cobrou do São Paulo a devolução da Taça. O clube paulista diz ainda não ter conhecimento da nova decisão. No entanto, se a Taça das Bolinhas não for devolvida, pode ser expedido um mandado de busca e apreensão para que ela seja tirada do Morumbi. Além disso, o São Paulo ficaria sujeito a uma multa.

A entrega do troféu gera atrito entre os dois clubes desde 2007, quando o São Paulo ganhou o Campeonato Brasileiro pela quinta vez em sua história. Em abril de 2010, o Flamengo fez uma solicitação à CBF, pedindo uma reavaliação da decisão que aponta o Sport como campeão nacional de 1987.

A polêmica, uma das maiores do futebol brasileiro, foi encerrada nesta segunda, com o anúncio da CBF. A entidade reconheceu oficialmente o Flamengo como campeão da Copa União de 1987, assim como o Sport Recife, que, até então, era apontado como vencedor da competição. Guarani e Internacional foram oficializados como vice-campeões nacionais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.