Justiça retira acusação de agressão contra Gerrard

A Justiça retirou nesta sexta-feira a acusação de agressão contra o meia Steven Gerrard, do Liverpool. A ação remete a uma briga que o jogador inglês supostamente se envolveu no final do mês de dezembro de 2008, em um bar, localizado na cidade de Southport.

AE, Agencia Estado

20 de março de 2009 | 15h06

Apesar disso, Gerrard ainda responderá a acusação de ter participado da briga. Neste caso, o meio-campista pode ser preso por seis meses e ser obrigado a pagar uma multa de 5 mil libras (aproximadamente R$ 16 mil). Gerrard terá que retornar ao tribunal no dia 3 de abril.

Após a briga, o capitão do Liverpool foi preso ao lado de outras seis pessoas que teriam se envolvido no tumulto. Na confusão, um homem feriu o rosto e perdeu um dente. Horas antes do episódio, Gerrard havia sido o principal jogador do Liverpool na goleada por 5 a 1 sobre o Newcastle, ao marcar dois gols.

Mais conteúdo sobre:
futebolGerrardagressãoJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.