Justiça salvadorenha ordena prisão de presidente da federação de futebol

A Suprema Corte de El Salvador aprovou a extradição e um tribunal emitiu um mandado de prisão contra Reynaldo Vasquez, ex-presidente da Federação Salvadorenha de Futebol, acusado de corrupção pelas autoridades norte-americanas.

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 14h28

O 14º Tribunal de San Salvador já emitiu as ordens de detenção, nacional e internacional, contra Vasquez, confirmou nesta quinta-feira o departamento de comunicação do centro judicial. O paradeiro de Vasquez é desconhecido, mas na semana passada ele deu declarações a um canal de televisão local e disse que estava em El Salvador.

A ordem de captura foi notificada para a Polícia Nacional Civil e a Interpol, para que Vasquez seja preso em El Salvador ou em qualquer outro país com quem El Salvador tenha um acordo internacional de extradição.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou Vasquez de receber subornos da empresa de marketing esportivo Media World em troca dos direitos comerciais das partidas na seleção de El Salvador.

O Comitê Executivo da Federação Salvadorenha de Futebol informou que o atual vice-presidente da entidade, Juan Francisco Peñate, aceitou ter se reunido por motivos pessoais em setembro deste ano com o representante da empresa Media World, Fabio Tordin, também acusado de suborno e fraude.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.