Justiça turca libera 8 presos após escândalo no futebol

A Justiça da Turquia soltou nesta segunda-feira oito presos acusados de participar do escândalo de manipulação de resultados no campeonato nacional. Entre os suspeitos liberados estão jogadores e dirigentes do esporte local, que ainda serão submetidos a um julgamento a partir do dia 14 de fevereiro de 2012.

AE, Agência Estado

12 de dezembro de 2011 | 15h13

Proibidos de deixar o país, os oito suspeitos estão entre os 93 acusados de envolvimento no suposto caso de corrupção, que teria atingido 19 partidas do Campeonato Turco. Eles foram soltos devido a uma mudança efetuada na legislação turca no sábado. A nova lei reduz o tempo de prisão para manipulação de resultados e vandalismo no futebol.

Acusado de ser um dos cabeças do esquema, o presidente do Fenerbahçe Aziz Yildiim continua preso e corre o risco de ser sofrer uma pena de até 75 anos de reclusão. Campeão do torneio sob suspeita, o clube turco foi impedido de disputar a Liga dos Campeões da Europa nesta temporada e agora corre o risco de perder o título nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolTurquiaescândalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.