Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Twitter / Barcelona
Twitter / Barcelona

Justo Tejada, ídolo do Barcelona nas décadas de 50 e 60, morre aos 88 anos

Causa da morte não foi divulgada; Evaristo de Macedo, companheiro dele no clube, lamenta

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2021 | 17h29

Justo Tejada, atacante espanhol de 88 anos e ídolo do Barcelona, faleceu neste domingo. Ao longo da carreira, Tejada também atuou por clubes como Real Madrid e Espanyol e na seleção espanhola. A causa da morte não foi divulgada.

Tejada nasceu em Barcelona e foi formado nas categorias de base do CE Europa, se profissionalizando pelo Barça em 1953, onde ficou por oito temporadas. Pelo clube, foi campeão duas vezes do Campeonato Espanhol, duas vezes da Copa do Rei e duas vezes da Copa das Cidades com Feiras, precursora da atual Liga Europa.

Em 1961, Tejada deixou o Barcelona e foi para o Real Madrid, onde jogou por dois anos e venceu mais duas edições do Campeonato Espanhol e uma da Copa do Rei. Passou por Murcia e Espanyol antes de encerrar a carreira.

Segundo o Barcelona, Tejada marcou 92 gols em 194 jogos pelo clube. "Tejada foi um dos jogadores que atuaram na primeira partida da história do Camp Nou, em 24 de setembro de 1957. Ele deu o passe para o gol de Eulogio Martínez, o primeiro da história do estádio, e marcou o segundo na vitória por 4 a 2 do Barça sobre um combinado de Varsóvia. Ele é parte daquele lendário Barcelona, ao lado de jogadores como Kubala, Antoni Ramallets, Estanislau Basora, Evaristo de Macedo e Eulogio Martínez", escreveu o clube catalão em comunicado lamentando a morte do jogador.

Evaristo de Macedo, ex-atacante brasileiro que marcou época no Barcelona ao lado de Tejada, também lamentou. "Recebo com tristeza a notícia do falecimento do querido amigo Justo Tejada Martinez, craque e ídolo espanhol do Barça e Real Madrid. Aos familiares e amigos nossos sentimentos, carinho e homenagens a Tejada. Descanse em paz, amigo", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.