Arquivo/AE
Arquivo/AE

Juvenal acena com juniores do São Paulo no Paulistão

Equipe não concorda com mudança da partida contra o São Caetano do ABC paulista para Presidente Prudente

Marcius Azevedo, Agencia Estado

19 de março de 2009 | 22h42

SÃO PAULO - A decisão ainda não está tomada. Mas o presidente Juvenal Juvêncio admitiu nesta quinta-feira que espera por uma posição da Federação Paulista de Futebol para definir se colocará os juniores para enfrentar o São Caetano, no dia 5 de abril, pela última rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista.

Veja também:

linkLibertadores: São Paulo pensa em vantagem nas próximas fases

linkSão Paulo briga para não jogar em Presidente Prudente  

linkMuricy Ramalho ainda não sabe quem jogará contra o Paulista

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O São Caetano pediu que o jogo fosse transferido do Anacleto Campanella, no ABC, para o Prudentão, em Presidente Prudente. O São Paulo não concorda. "Não vou sugerir nada ao (técnico) Muricy (Ramalho). Quero ver o caminhar. No andar das carruagens ajustam-se a abóboras", filosofou.

Por ele, o clube já teria entrado com o time da Copa São Paulo de Juniores desde o começo. "Dizem pra mim ''não faça declarações contra o Paulista, não coloque os moleques'' e estou respeitando. Mas só respeito por causa dos investidores porque na hora que eu fizer o que desejo, vou prejudicá-los. Mas quando se permite que se faça o que o São Caetano quer, é preciso mudar o rumo".

Juvenal ainda afirmou que "fará de tudo" para não jogar em Presidente Prudente. Quatro dias depois, o São Paulo enfrentará o Defensor, do Uruguai, no Morumbi, pela quarta rodada do Grupo 4 da Copa Libertadores da América.

O goleiro Rogério Ceni aproveitou para cutucar a FPF. "Aparenta ser algum tipo de revanchismo. O que aconteceu o ano passado ficou lá. Está com a Justiça. É ruim porque o desgaste é maior. Estranho pegar um jogo numa cidade vizinha e levar para Prudente".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.