Juvenal Juvêncio ataca Del Nero em depoimento no STJD

O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, criticou o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo del Nero, em depoimento dado na tarde desta quarta-feira ao relator do inquérito aberto pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Virgilio Val, para apurar denúncias de que poderia haver manipulação de resultado no jogo Goiás x São Paulo, disputado em 7 de dezembro, no Distrito Federal. O confronto, válido pela última rodada do Brasileirão, definiu o título são-paulino.Juvenal Juvêncio depôs por cerca de 1 hora e 30 minutos, a portas fechadas, na sede do tribunal, no Rio, acompanhado de três advogados. Depois, na saída do local, ele deixou escapar que sua maior contrariedade com todo o episódio, que culminou na troca do árbitro indicado para o jogo com Goiás, era com Marco Polo del Nero."Foi uma imprudência dele (Del Nero), a quem não interessa o crescimento do São Paulo", declarou o presidente do clube, que reafirmou a disposição de estudar a possibilidade de levar um time reserva para a disputa do Campeonato Paulista.O inquérito sobre o caso deve ser interrompido ainda esta semana por causa do recesso no STJD. Portanto, só será concluído em 2009. O relator deve fazer novas diligências antes de ler e analisar todo o material recolhido sobre as denúncias para saber se oferece alguma denúncia à procuradoria do tribunal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.