Juvenal Juvêncio é reeleito presidente do São Paulo

Atual mandatário tricolor recebe 147 votos, mais do que o dobro do oposicionista Aurélio Miguel

Redação,

22 de abril de 2008 | 23h21

Juvenal Juvêncio foi reeleito para comandar o São Paulo por mais três anos. Na eleição realizada na noite desta terça-feira, no Salão Nobre do Morumbi, o atual mandatário recebeu 147 votos, contra 64 do oposicionista Aurélio Miguel. Dos 239 conselheiros aptos a votar, 213 compareceram - houve dois votos nulos. A vitória de Juvenal não é uma surpresa. Na eleição do Conselho Deliberativo, a situação já havia conquistado 62 das 80 cadeiras. Veja também: Revoltado com gás, Muricy Ramalho critica Luxemburgo  São Paulo pega time colombiano com a obrigação de vencer No discurso da vitória, Juvenal não deixou de cutucar o rival Palmeiras. "O processo [eleitoral] foi muito correto. O São Paulo é um clube grande. Vocês jamais verão gás de pimenta aqui." O São Paulo entrou nesta terça-feira com uma representação no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) para pedir providências contra o Palestra Itália. O clube espera que o Palmeiras seja punido pelo gás no vestiário. Nesta quarta-feira, o São Paulo recebe o Atlético Nacional, da Colômbia, pela última rodada da Copa Libertadores da América. O clube precisa de uma vitória para se classificar às oitavas-de-final da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.