Juventude bate Corinthians por 2 a 1

Jogando sem nenhuma inspiração, o Corinthians foi derrotado neste sábado à noite pelo Juventude por 2 a 1 e se manteve na nona colocação, com 52 pontos no Campeonato Brasileiro. Já o time caxiense permaneceu em quarto lugar, com 58. O próximo adversário será o Santos, na Vila Belmiro, no meio da semana. O Corinthians estreava camisa nova. Depois do jogo, o atacante Alberto resumiu bem o que aconteceu: "Erramos de atitude no primeiro tempo", disse Alberto. "Eles vieram muito fechados e complicaram a nossa vida", completou o lateral Filipe Alvim.O técnico Tite havia cobrado mais criatividade de seus jogadores para esta partida. Mas como exigir de um time limitado tecnicamente? Para piorar, o treinador corintiano não contou com Fábio Baiano, poupado para o clássico de quarta-feira. Melhor para o time de Caxias do Sul.No primeiro tempo, as melhores jogadas foram da equipe visitante. A única vez em que o time paulista chegou com perigo, aos 17 minutos, Gil recebeu lançamento, mas estava impedido. No lance anterior, foi o Juventude quem levou perigo. Em cruzamento de Da Silva, Zé Rodolpho cabeceou para boa defesa de Fábio Costa. Ivo Wortmann, treinador adversário, passou um recado aos seus atletas. Queria que explorassem os contra-ataques, ponto forte da equipe. E deu certo.Aproveitando descuido da defesa e uma indecisão do goleiro Fábio Costa, Lopes cruzou para Sandrinho tocar de cabeça para o fundo do gol e abrir o placar: 1 a 0, aos 24 minutos. Nem com o gol o Corinthians acordou. E quase sofreu o segundo. Depois de um cruzamento da direita, o volante Raone, que substituiu Ageu, contundido, deu uma cabeçada que exigiu boa defesa de Fábio Costa. Só o Juventude atacava. Sem muitas opções ofensivas - os alas Edson e Fininho não estava em uma noite feliz - o Corinthians ficava sem saída. Até que tomou o segundo gol. Raone, em falta cometida por Fininho, bateu forte. A bola desviou no próprio ala corintiano, enganou Fábio Costa e morreu no fundo das redes, aos 30 minutos: 2 a 0 para o Juventude.Sem ter o que fazer, Tite esperou o primeiro tempo acabar para tentar corrigir as falhas de sua equipe. "Em uma desatenção tomamos o primeiro gol. A equipe estava bem. Depois, na bola desviada, eles marcaram um gol de falta, foi sorte deles. Temos que corrigir as falhas", disse o zagueiro Ânderson.Na volta do intervalo, pouca coisa mudou. Até que Tite decidiu ousar. Sacou o zagueiro Váldson e colocou o atacante Marcelo Ramos, adotando o esquema 4-3-3. E, assim que o atacante entrou, o Corinthians marcou. Filipe Alvim cruzou para Alberto, de cabeça, descontar, aos 17 minutos. Foi o primeiro gol do jogador pelo Corinthians. E o último da partida. E o Corinthians teve de amargar a derrota em casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.