Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Juventude demite Antônio Carlos Zago após queda na Copa do Brasil

Equipe gaúcha foi eliminada pelo Avaí em Caxias do Sul

Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2018 | 22h50

Antônio Carlos Zago não é mais técnico do Juventude. Após a eliminação na segunda fase da Copa do Brasil, com uma derrota por 2 a 0 para o Avaí, nesta quinta-feira, em Caxias do Sul (RS), o vice de futebol Jones Biglia anunciou o desligamento do treinador, que estava na segunda passagem pelo clube.

+ Avaí bate Juventude e pega Fluminense na 3ª fase da Copa do Brasil

A diretoria ainda não comenta sobre os possíveis nomes para assumir o comando, mas Lisca aparece como um dos especulados. No ano passado ele livrou o Guarani do rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro, mas nesta temporada foi mal com o Criciúma no Campeonato Catarinense. Nesta quinta-feira, inclusive, o clube de Criciúma (SC) anunciou o acerto com Argel Fucks, ex-Vitória.

Com apenas uma vitória em sete jogos do Campeonato Gaúcho, Antônio Carlos Zago entrou em campo pressionado e consciente da possibilidade de ser demitido. Ele estava no comando desde outubro de 2017, quando assumiu o time durante a disputa da Série B após conquistar o acesso com o Fortaleza na Série C.

Desde o ano passado, acumulou sete derrotas, sete empates e duas vitórias. Na outra passagem pelo Juventude, o treinador teve muito mais sucesso. Antes do acesso no time cearense, tirou a equipe de Caxias do Sul da terceira divisão à segunda divisão nacional, em 2016, ano no qual foi vice-campeão gaúcho e chegou às quartas de final da Copa do Brasil.

Apesar do passado positivo, a torcida já estava sem paciência. Ao final da partida contra o Avaí, parte dos presentes no estádio Alfredo Jaconi mostrou o desgaste cantando "Adeus, Zago".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.