Arthur Dallegrave/Oeste
Arthur Dallegrave/Oeste

Juventude leva empate do Oeste nos acréscimos e segue fora do G-4 da Série B

Time gaúcho sai atrás, consegue a virada, mas sofre a igualdade do lanterna do campeonato

Redação, Estadão Conteúdo

08 de dezembro de 2020 | 18h36

Abrindo as disputas da 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Juventude recebeu o Oeste, na tarde desta terça-feira, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), saiu perdendo e encontrou forças para conseguir a virada, mas bobeou e tomou o empate, por 2 a 2, nos acréscimos.

O resultado é péssimo para as pretensões dos mandantes. Os donos da casa ficam com 43 pontos e não vão entrar no grupo de acesso, o G-4. Os visitantes, por outro lado, seguem em situação praticamente irreversível. Com 16 pontos, seguram a lanterna e precisam de uma arrancada para evitar o rebaixamento para a Série C.

Mesmo atuando longe de casa, o Oeste partiu para o ataque e, logo no primeiro minuto, Léo Ceará arriscou de longe e parou em boa defesa de Marcelo Carné. Já aos três, Fábio converteu, com muita tranquilidade, penalidade máxima cometida por Nery Bareiro, que tocou a bola com a mão dentro da área.

Depois, o Juventude equilibrou as ações e ameaçou aos 21 minutos, com Matheuzinho assustando em finalização da entrada da área. Os instantes finais tiveram pressão dos anfitriões. Aos 42 minutos, Matheuzinho, de novo, foi acionado em velocidade e, cara a cara com Caíque França, jogou em cima do goleiro.

Já aos 48, João Paulo deixou tudo igual soltando a pancada em pênalti cometido por Bruno Lopes, que foi tentar afastar cruzamento de escanteio e acabou colocando a mão na bola.

Insatisfeito com o placar diante do lanterna, o técnico do Juventude, Pintado, promoveu duas alterações no intervalo visando a etapa complementar. E, logo a três minutos, Igor partiu na individualidade e arriscou. Acabou tirando tinta do travessão. O Oeste respondeu aos oito, com cabeçada perigosa de Vitão. O jogo ficou aberto, com chances para os dois lados. Mas as emoções ficaram mesmo para os minutos finais do jogo.

Quando tudo indicava o empate, Matheuzinho ia garantindo triunfo essencial para o Juventude. Ele recebeu na intermediária e, mesmo de longe, acertou um forte chute, aos 37, e virou o placar. O Oeste, nos minutos finais, foi para o abafa e se deu bem. Após sobra de cruzamento, Pedrinho dominou a bola da entrada da área e chutou forte no canto direito, deixando tudo igual aos 48 minutos.

O Oeste volta a campo já na sexta-feira, quando, às 19h15, enfrenta o CSA, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). O Juventude encara o Confiança, às 19h de sábado (12), na Arena Batistão, em Aracaju (SE).

FICHA TÉCNICA:

JUVENTUDE 2 x 2 OESTE

JUVENTUDE - Marcelo Carné; Igor, Wellington, Nery Bareiro (Emerson Silva) e Eltinho (Hélder); João Paulo (Wallace Tarta), Gustavo Bochecha e Renato Cajá (Roberto); Matheuzinho, Neto (Rafael Silva) e Rafael Grampola. Técnico: Pintado

OESTE - Caíque França; Matheus Rocha, Vitão, Luanderson e Caetano; Lídio (De Paula), Bruno Lopes (Bruno Alves), Caio Vinícius e Léo Ceará (Ramon); Fábio (Yuri) e Pedrinho. Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Fábio, aos três minutos, e João Paulo, aos 48 do primeiro tempo; Matheuzinho, aos 37, e Pedrinho, aos 48 minutos da etapa final.

CARTÕES AMARELOS - Eltinho, João Paulo, Wallace Tarta, Rafael Silva (Juventude); Pedrinho, Vitão, Ramon (Oeste).

ÁRBITRO - Jonathan Antero Silva (RO).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.