Juventude terá força máxima na Vila

Manter o embalo adquirido com a vitória de 4 a 0 sobre o Paraná é o objetivo do Juventude neste sábado, diante do Santos, na Vila Belmiro. A equipe soma quatro pontos em três partidas pelo Campeonato Brasileiro, e ocupa a 14ª colocação. O técnico Ivo Wortmann não tem nenhum problema de lesão ou suspensão e repetirá a escalação da última partida. As novidades estarão no banco de reservas, com a liberação do atacante Da Silva, que se recuperou de lesão, e do lateral-direito Jancarlos, que veio do Fluminense em troca de Mineiro, da mesma posição. Ambos poderão estrear durante o jogo. O meia-atacante Rafael, que retornou do Flamengo, tinha possibilidades de ser aproveitado. Mas o seu nome não foi colocado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF até terça-feira com a confirmação da volta. Por isso, a direção preferiu não arriscar. A crise no Santos não representa nenhuma facilidade para o Juventude, no entender do técnico Ivo Wortmann. Ele afirma que os jogadores santistas estarão mais motivados e tentarão mostrar suas qualidades. O esquema deverá sofrer um ajuste, passando do 3-5-2 para o 4-4-2. Isso ocorrerá com o zagueiro Thiago passando para a lateral direita e o ala Ronildo executando a função de lateral pelo lado esquerdo, mais recuado. Entre os atletas do time caxiense, não há indicação de marcação especial sobre nenhum jogador do Santos. Deverá haver um cuidado maior com Diego e Robinho, mas com marcação por setor, estratégia que a equipe adotou em outras partidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.