Marco Bertorello/AFP
Marco Bertorello/AFP

Juventus bate a Atalanta fora e larga na frente nas semifinais da Copa da Itália

O gol da vitória foi marcado logo no início pelo centroavante argentino Gonzalo Higuain

Estadão Conteúdo

30 Janeiro 2018 | 20h30

Atual bicampeã, a Juventus segue firme na luta pelo tri da Copa da Itália. Nesta terça-feira, deu um passo enorme rumo à mais uma decisão ao derrotar a Atalanta por 1 a 0, fora de casa, no estádio Atleti Azzurri d'Italia, em Bérgamo, no jogo de ida das semifinais da competição. O gol foi marcado logo no início pelo centroavante argentino Gonzalo Higuain.

+ Confira a tabela do Campeonato Italiano

A decisão da vaga na final só acontecerá daqui um mês. No dia 28 de fevereiro, a Juventus receberá a Atalanta pelo jogo de volta e terá a vantagem do empate. A equipe de Bérgamo precisará vencer por dois ou mais gols de diferença ou até por um, desde que seja de 2 a 1 em diante. Um novo 1 a 0, para os visitantes, levará a disputa para a prorrogação e, se necessário, cobranças de pênaltis.

Na outra semifinal estão Milan e Lazio, que farão a partida de ida nesta quarta-feira, no estádio San Siro, em Milão. A volta também acontecerá em 28 de fevereiro, desta vez no estádio Olímpico, em Roma. Os dois times se enfrentaram no último domingo, pelo Campeonato Italiano, e os milanistas venceram por 2 a 1.

Em campo, a neblina atrapalhou o jogo, especialmente no primeiro tempo. Mas nada que incomodasse Higuain. Em três minutos, o centroavante argentino perdeu uma boa chance e, logo depois, fez o gol da Juventus. Em boa jogada pela esquerda, ele se livrou dos zagueiros e, na saída do goleiro Berisha, mandou no cantinho.

A vantagem no placar deixou a Juventus confortável no jogo. A Atalanta pouco incomodava os visitantes, mas tudo poderia ter mudado aos 20 minutos, quando, em cruzamento na área, a bola pegou na mão do lateral-esquerdo brasileiro Alex Sandro. O juiz mandou seguir, mas diante da reclamação dos jogadores do time da casa, ele consultou o árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês) e deu o pênalti. Mas aí o argentino Alejandro Gómez chutou no canto esquerdo e mandou a bola nas mãos do experiente goleiro Buffon, que não deu rebote.

Daí para frente, a Atalanta sentiu o baque e não ameaçou mais a meta defendida por Buffon. No ataque, a Juventus seguiu levando perigo e poderia ter ampliado em chances desperdiçadas por Matuidi e por Higuain.

Mais conteúdo sobre:
futebol Juventus de Turim

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.