Giorgio Perottino/Reuters
Giorgio Perottino/Reuters

Juventus confirma morte de torcedora em confusão durante final da Liga

Torcedores foram pisoteados em momento de pânico na Praça São Carlos, em Turim

Estadao Conteudo

16 de junho de 2017 | 11h34

A Juventus confirmou a morte de uma torcedora na confusão que deixou 1.500 feridos durante transmissão da final da Liga dos Campeões em telão instalado na famosa Praça São Carlos, em Turim. Trata-se de Erika Pioletti, de 38 anos, que estava internada há quase duas semanas.

Ela e outros torcedores foram pisoteados em momento de pânico generalizado na praça por causa de um estampido, similar ao causado por uma bomba, no meio dos torcedores. Havia cerca de 40 mil fãs da Juventus acompanhando a partida decisiva em telões na praça no dia 3 de junho - o time italiano foi goleada por 4 a 1 pelo Real Madrid na partida disputada em Cardiff, no País de Gales.

A morte aconteceu na noite de quinta-feira, mas foi confirmada somente nesta sexta pela Prefeitura de Turim e pela própria Juventus, que vem acompanhando o estado dos feridos. A maior parte dos torcedores presentes sofreu somente lesões leves, em decorrência de garrafas quebradas na correria ocorrida na praça.

Tudo o que sabemos sobre:
JuventusfutebolLiga dos Campeões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.