Alessandro Di Marco/Efe
Alessandro Di Marco/Efe

Juventus empata e permite aproximação da Roma

Resultado em clássico com a Inter, que está em reestruturação e distante de vaga na Liga Europa, foi ruim para o time de Turim

Estadão Conteúdo

06 de janeiro de 2015 | 20h21

Em um clássico emocionante, com muita disputa e discussões, Juventus e Internazionale empataram por 1 a 1, nesta terça-feira, na Arena Juventus, em Turim, no encerramento da 17.ª rodada do Campeonato Italiano. O resultado não foi nada bom para os donos da casa, que permitiram a aproximação da Roma na luta pela liderança da competição.

Mais cedo, a equipe da capital italiana havia vencido a Udinese por 1 a 0, em Údine. Com o empate no clássico, a diferença agora da líder Juventus para a rival é de apenas um ponto (40 a 39). Lazio e Napoli, em terceiro e quarto respectivamente, estão bem atrás com 30 pontos cada. Na próxima rodada, muita emoção pela frente com Napoli x Juventus, em Nápoles, e o clássico entre Roma e Lazio, no estádio Olímpico.

Bem distante de todas estas brigas na parte de cima da tabela de classificação está a Internazionale. Em reestruturação durante a temporada com a demissão do técnico Walter Mazzari e a contratação de Roberto Mancini, a equipe de Milão mostra sinais de melhora em campo, mas no campeonato ocupa a modesta 11.ª colocação, com 22 pontos, longe até de uma vaga na Liga Europa.

O clássico marcou a estreia do atacante alemão Lukas Podolski na Internazionale. Ele entrou aos 10 minutos do segundo tempo, mas pouco fez em campo. Quem brilhou no começo, como vem acontecendo, foi o argentino Carlitos Tevez, que abriu o placar para a Juventus logo aos quatro minutos. Bem posicionado na área, recebeu cruzamento do chileno Vidal pela direita para marcar seu 11.º gol na temporada, consolidando-se como artilheiro isolado do Italiano.

Em vantagem no placar, a Juventus poderia confirmar a vitória facilmente, mas não aproveitou as chances criadas. No segundo tempo, a Internazionale voltou mais organizada e usou a velocidade para furar a zaga do time de Turim. Aos 19 minutos, Icardi recebeu lançamento longo de Guarín dentro da área e, mais rápido que os zagueiros, tocou na saída de Buffon para empatar.

A igualdade no placar estava boa para a equipe de Milão, que resolveu apostar nos contra-ataques e quase conseguiu a vitória. Só não a obteve porque, em um deles, Icardi o desperdiçou bisonhamente, gerando muita discussão com o ítalo-argentino Pablo Oswaldo, que estava livre para fazer o segundo gol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.