Alessandro Di Marco|EFE
Alessandro Di Marco|EFE

Juventus derrota Inter e fica perto da final da Copa da Itália

Morata marcou dois dos três gols da equipe de Turim

Estadão Conteúdo

27 Janeiro 2016 | 20h13

Só uma grande zebra impedirá a Juventus de disputar, mais uma vez, a final da Copa da Itália. Nesta quarta-feira, na partida de ida de uma das semifinais da competição eliminatória, a equipe de Turim ganhou em casa da Inter de Milão por 3 a 0 e ficou em situação muito confortável para ir à grande decisão, que será no estádio Olímpico de Roma, em maio.

Na partida de volta, que será no dia 2 de março no estádio Giuseppe Meazza, em Milão, a Juventus poderá perder por até dois gols de diferença para se classificar. Na outra semifinal, a vantagem é do Milan, que derrotou a Alessandria (da terceira divisão) fora de casa por 1 a 0, em Turim, no jogo de ida. A segunda partida será em 1.º de março.

O grande destaque da partida foi o atacante espanhol Morata, autor de dois gols. No primeiro, aos 36 minutos do primeiro tempo, bateu com perfeição um pênalti sofrido pelo colombiano Cuadrado. No segundo, aos 18 da segunda etapa, aproveitou um bola mal rebatida pelo volante brasileiro Felipe Melo dentro da área para chutar de primeira no ângulo da meta de Handanovic.

Com 2 a 0 no placar, a Juventus ainda foi beneficiada pela expulsão do zagueiro colombiano Murillo, aos 25 minutos - ele havia recebido o cartão amarelo ao fazer o pênalti em Cuadrado. O argentino Dybala, que entrou só na metade do segundo tempo, fechou o placar aos 37 com um belo gol: tiro seco, de fora da área, rasteiro e de primeira.

Esta foi a 12.ª vitória consecutiva da equipe comandada pelo técnico Massimiliano Allegri na temporada, contando todas as competições. Já a Inter de Milão vive momento oposto, pois nas suas últimas seis partidas, conquistou apenas um triunfo.

Mais conteúdo sobre:
futebol internacionalMilan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.