EFE/ Andrea di Marco
EFE/ Andrea di Marco

Juventus ganha, mas Reus marca e mantém Borussia na briga

Tevez e Morata anotam e Chiellini escorrega antes de gol dos auri-negros; vitória simples basta para o Dortmund se classificar

Estadão Conteúdo

24 de fevereiro de 2015 | 19h17

Com gols de Tévez e Morata, a Juventus venceu o Borussia Dortmund por 2 a 1, hoje, em Turim, e abriu vantagem em busca de uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. O gol marcado por Marcos Reus ainda no primeiro tempo, porém, deixou a equipe alemã muito viva na briga por um lugar na fase seguinte da competição continental.

Com o gol marcado neste duelo de ida das oitavas de final, o time amarelo poderá avançar à próxima fase com uma vitória simples por 1 a 0, no próximo dia 18 de março, quando atuará empurrado pela sua fanática torcida. No caso, o gol fora de casa poderá pesar como fator de desempate. Já a Juventus garantiu a vantagem de poder atuar por qualquer igualdade em solo alemão.

O grande nome da equipe italiana no confronto desta terça acabou sendo o espanhol Morata, pois, além de marcar o segundo de sua equipe, participou diretamente da jogada que resultou no gol de Tévez. Aos 13 minutos do primeiro tempo, ele tabelou com o atacante argentino no meio-campo e depois invadiu a grande área pela esquerda para bater cruzado. Weidenfeller deu rebote e Tévez, que chegava pelo meio, só teve o trabalho de empurrar para as redes.

O Borussia, porém, respondeu já aos 18 minutos com o gol de empate marcado por Reus. Em um lance despretensioso após uma bola desviada de cabeça pelo astro do Borussia, Chiellini escorregou e bateu com o joelho na bola e a deixou limpa para Reus, que ficou cara a cara com Buffon e tocou no canto na saída do goleiro.

Ainda no primeiro tempo, aos 42 minutos, a Juventus fez o gol da vitória. Tevez ganhou disputa com um defensor na intermediária e rolou na esquerda para o francês Pogba, que cruzou rasteiro para Morata bater de primeira e definir o 2 a 1.

Na etapa final, o forte ritmo imprimido pelas equipes no primeiro tempo deu lugar a uma partida mais truncada, com menos chances de gol. E o Borussia já não tinha mais tanto desespero de buscar o empate, pois sabia que uma vitória simples no confronto de volta poderá lhe dar uma vaga nas quartas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.