Jennifer Lorenzini/Reuters
Jennifer Lorenzini/Reuters

Juventus joga mal, mas derrota a Fiorentina na semifinal da Copa Itália

Na outra disputa, Milan e Internazionale decidem mais um finalista, após empate sem gols na primeira partida

Redação, Estadão Conteúdo

02 de março de 2022 | 19h56

A magia que a equipe da Juventus possui no futebol italiano é impressionante. Nesta quarta-feira, o time de Turim fez uma péssima partida, foi dominado a maior parte do tempo pela Fiorentina, mas foi obter a vitória, por 1 a 0, aos 46 minutos do segundo tempo, com um gol contra de Venuti.

Com o resultado, a Juventus vai atuar por um empate, dia 20 de abril, no duelo de volta das semifinais da Copa da Itália. Na outra disputa, Milan e Internazionale decidem mais um finalista, após empate sem gols na primeira partida.

Apenas um time procurou jogar nos 45 minutos iniciais. Preocupada em obter um bom resultado em casa, afinal o jogo de volta será em Turim, a Fiorentina exerceu pressão na saída de bola da Juventus.

Apesar de ficar a maior parte do tempo no campo ofensivo, os visitantes criaram poucas oportunidades. Destaque para Saponara e Bonaventura, que conseguiram levar perigo à meta de Perin em duas oportunidades. Mas a chance mais clara foi com o veloz francês Ikone, que invadiu pela esquerda e bateu cruzado com bastante perigo.

Nos últimos dez minutos, a Fiorentina diminuiu um pouco a sua intensidade ofensiva, propiciando campo para que a Juventus saísse um pouco para o ataque. Mesmo assim, Kean e Vlahovic pouco produziram. O sérvio, inclusive, ex-jogador do time de Florença, foi vaiado pelos torcedores toda vez em que tocou na bola.

No segundo tempo, a Juventus, mesmo que timidamente, foi mais ao ataque, tornando a disputa mais movimentada. Se Ikone quase abriu o placar para a Fiorentina, aos sete minutos, Vlahovic por muito pouco não fez um belo gol, ao tentar encobrir o goleiro Terracciano, aos dez minutos.

Apesar de manter o domínio da partida, a Fiorentina não teve inspiração para criar jogadas e o jeito foi tentar o gol em bolas paradas. Biraghi, de falta, fez Perin se esticar todo para fazer a defesa, aos 13 minutos.

Os últimos 25 minutos foram decepcionantes. A Juventus estava satisfeita com o empate, enquanto a Fiorentina sentiu um pouco a parte física e perdeu a força para ir em busca de pelo menos um gol.

Mas a força da Juventus mais uma vez surgiu nos minutos finais. Aos 46 minutos, Cuadrado cruzou da direita, Milenkovi errou ao tentar cortar e a bola bateu em Venuti antes de entrar. A derrota foi um castigo para a Fiorentina e injusta para a Juventus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.