Marco Bertorello/ AFP Photo
Marco Bertorello/ AFP Photo

Juventus leva 3 da Sampdoria e esboça reação, mas perde no Italiano

Sem Buffon e Barzagli, time de Turim marcou dois gols nos minutos finais, mas não evitou tropeço

Estadão Conteúdo

19 Novembro 2017 | 14h30

Em uma das piores partidas da Juventus neste ano, nem mesmo uma rápida reação nos minutos finais salvou a equipe neste domingo. Jogando em Gênova, o time de Turim foi batido pela Sampdoria por 3 a 2, em rodada do Campeonato Italiano. Os donos da casa chegaram a abrir 3 a 0 e venciam por este placar até os 45 minutos do segundo tempo, quando os visitantes marcaram duas vezes nos acréscimos, mas não puderam evitar o tropeço.

+ Leia mais notícias sobre futebol internacional

+ Confira a tabela do Campeonato Italiano

+ Ainda abalado com ausência da Itália na Copa, Buffon desfalca Juventus

A derrota deixou a Juventus mais distante do líder Napoli. O primeiro colocado soma 35 pontos, após vencer o Milan por 2 a 1, no sábado, em casa, enquanto o vice-líder estacionou nos 31 pontos. Com 30, a Roma e a Inter de Milão, que joga ainda neste domingo, já ameaçam o segundo colocado. A Sampdoria, por sua vez, tem agora 26 e ocupa o 6º posto.

Sem Buffon e Barzagli, ainda abatidos pela perda da vaga da Itália na Copa do Mundo, a Juventus esteve irreconhecível durante a maior parte do jogo. Perdida em campo, até que resistiu bem no primeiro tempo. Mas os erros acumulados apresentaram seu preço depois do intervalo.

A Sampdoria abriu o placar aos 6 minutos, quando, após bate-rebate na área, Bernardeschi pegou mal na bola e bateu para cima. Zapata aproveitou de cabeça e mandou para as redes. O segundo gol veio 20 minutos depois. Após bela troca de passes, Lucas Torreira bateu forte da entrada da área e mandou no canto direito do goleiro Szczesny.

O terceiro gol já veio em ritmo de treino. Aos 34, Gian Marco Ferrari só escorou para as redes o cruzamento rasteiro da esquerda. Surpreendida, a torcida local fazia a festa no estádio Luigi Ferraris.

Os sorrisos, contudo, deram lugar a expressões de preocupação nos minutos finais. Aos 45, Higuaín aproveitou falta boba da defesa e converteu com tranquilidade uma cobrança de pênalti no canto esquerdo do goleiro.

Ainda nos acréscimos, Dybala disparou pela direita, entrou na área e bateu forte para anotar o segundo dos visitantes, aos 48 minutos. Assustada, a Sampdoria comemorou o apito final logo na sequência.

Pela mesma rodada, o Cagliari bateu a Udinese por 1 a 0, com gol do brasileiro João Pedro, que tem passagens pelo Santos e pelo Atlético-MG. Torino e Chievo empataram por 1 a 1, com gol de Perparim Hetemaj, para o Chievo, e Daniele Baselli, do time da casa. O Torino teve a bola da vitória no segundo tempo, mas Andrea Belotti desperdiçou o pênalti.

SPAL e Fiorentina também empataram por 1 a 1 e o lanterna Benevento perdeu grande chance de somar seu primeiro ponto no campeonato. Ainda zerado, o time empatava com o Sassuolo por 1 a 1 até os 48 minutos do segundo tempo, quando Federico Peluso marcou o gol da vitória dos visitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.