Antonio Calanni/AP
Antonio Calanni/AP

Juventus perde de virada para o SPAL e desperdiça 1ª chance de título na Itália

Fora de casa, Velha Senhora precisava apenas de um empate, mas joga mal e é derrotada por 2 a 1

Redação, Estadão Conteúdo

13 de abril de 2019 | 12h14

A Juventus desperdiçou neste sábado a sua primeira chance de conquistar um histórico e inédito octocampeonato italiano. Fora de casa, na cidade de Ferrara, a equipe de Turim precisava apenas de um empate, mas foi derrotada de virada pelo SPAL por 2 a 1, em jogo da 32.ª rodada, e terá de esperar ao menos até este domingo para ser campeã nacional pela oitava vez consecutiva. O Estado transmitiu o jogo Ao Vivo, em parceria com a DAZN.

Com 20 pontos de vantagem (84 a 64) sobre o vice-líder Napoli, o time do astro português Cristiano Ronaldo - poupado neste sábado junto com a maioria dos titulares para a partida decisiva contra o Ajax, nesta terça-feira, em casa, pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa - tem tudo para se tornar também o primeiro clube a ganhar oito títulos consecutivos em um dos seis principais torneios domésticos da elite do futebol europeu.

Com o hepta obtido na temporada passada, a Juventus igualou o feito do Lyon, que levantou sete troféus seguidos do Campeonato Francês entre 2002 e 2008, então com o meia brasileiro Juninho Pernambucano brilhando pela equipe. E entre as seis principais competições nacionais na Europa, englobadas também pelas ligas da Espanha, da Inglaterra, da Alemanha e de Portugal, nunca um time faturou oito títulos em sequência.

A próxima oportunidade de título será neste domingo, mas fora de campo. A conquista virá no caso de o Napoli não derrotar o lanterna e quase rebaixado Chievo Verona, às 13 horas (de Brasília), no estádio Marcantonio Bentegodi, em Verona. Mas se os napolitanos venceram, a Juventus poderá ser campeã diante de sua torcida, em Turim, no próximo sábado, com ao menos um empate contra a Fiorentina, pela 33.ª rodada.

Maior campeã nacional, a Juventus está prestes a conquistar o seu 35.º "scudetto" na Itália, quase o dobro do que possuem Milan e Inter de Milão juntos, com 18 taças da Série A cada e que estão empatados atrás da equipe de Turim no ranking de títulos do torneio.

Em campo, o técnico Massimiliano Allegri não pensou duas vezes em poupar a maioria de seus titulares. E contou com a estrela da promessa Moise Kean, italiano de 19 anos, que abriu o placar aos 30 minutos do primeiro tempo. Foi seu sexto gol em oito jogos com a camisa da Juventus, mostrando ser uma boa opção para eventualmente substituir Cristiano Ronaldo ou o croata Mario Mandzukic.

Mas a falta de entrosamento do time da Juventus, aliado à disposição do SPAL em buscar pontos para fugir do risco de rebaixamento à Série B, custou a chance de título neste sábado. O time da casa pressionou no segundo tempo e logo aos quatro minutos Kevin Bonifazi empatou de cabeça após escanteio da direita. Mais tarde, aos 29, o centroavante Sergio Floccari recebeu na entrada da área e tirou o goleiro Mattia Perin na hora do chute para decretar a virada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.