Juventus reduz prejuízo com novo estádio e título italiano

Aproveitando os benefícios de jogar em um estádio novo, a campeã italiana Juventus reduziu à metade os prejuízos depois da temporada 2011/2012, em que conquistou de forma invicta o título da Série A italiana. A conquista da liga garantiu ao clube de Turim um lugar na lucrativa fase de grupos da Liga de Campeões nesta temporada.

Keith Weir , Reuters

14 de setembro de 2012 | 15h38

A Juventus passou a jogar em um estádio novo depois da demolição do criticado estádio Delle Alpi, construído para a Copa do Mundo de 1990, e de sua substituição por uma arena menor, de 41 mil lugares, com instalações para clientes corporativos e um museu do clube.

Refletindo essas medidas, a receita de 2011/2012 subiu 24 por cento, para 214 milhões de euros, ajudada por uma venda maior de ingressos e de uma entrada maior dos patrocinadores e da publicidade. A Fiat assinou um acordo de 35 milhões de euros em julho para patrocinar as camisetas do clube pelos próximos três anos, estendendo os laços históricos entre a indústria e o clube, que são duas marcas de Turim.

O título italiano da última temporada completou a recuperação do clube depois de seu rebaixamento por envolvimento em um escândalo de corrupção em 2006.

Tudo o que sabemos sobre:
Futebolfutebol internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.