Juventus vai à Justiça para não cair

O Juventus lutará na Justiça para evitar seu rebaixamento no Campeonato Paulista. Com a justificativa de que foi prejudicado na competição e, além disso, somou mais pontos do que outras equipes, o clube da Mooca está ingressando com uma ?ação declaratória de nulidade de ato administrativo,? no Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol, contra a entidade. O objetivo da medida, tomada pelo advogado do Juventus, Wilson Marqueti Júnior, é anular qualquer ato que determine o rebaixamento do time para a Série A2 do Paulista. Na ação, pleiteia uma ?tutela antecipada?, para garantir os direitos do clube. O Juventus ainda reclama da polêmica arbitragem de Robério Pereira Pires, no dia 26 de fevereiro, na partida diante do Corinthians. Quando o duelo marcava 2 a 0 para o time da Mooca, o juiz marcou um pênalti inexistente de Itabuna em Gil e ainda expulsou o lateral juventino. O rival reagiu e virou o placar: 3 a 2. Alegam, além disso, que, apesar de o clube ter disputado apenas 9 jogos, contra dez dos clubes do Grupo 2, ainda somou 6 pontos, diante de 5 do Mogi Mirim e apenas 1 do União São João.

Agencia Estado,

17 de março de 2004 | 18h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.