Juventus vence e é campeão da Série A2

O Juventus sagrou-se campeão paulista da Série A2 ao vencer o Noroeste, por 2 a 1, neste domingo à tarde, no Estádio Conde Rodolfo Crespi, na Rua Javari, em São Paulo. O Moleque Travesso volta a comemorar um título após 22 anos, uma vez que foi campeão da Taça de Prata, antiga Segunda Divisão do brasileiro, em 1983. Além destes dois times, Bragantino e São Bento também garantiram o acesso para a Série A1 em 2006. O time da capital voltará ao Paulistão, um ano após sua queda. O time de Bauru, conhecido como a "Maquininha Vermelha", estava afastado desde 1993. A competição reuniu 20 clubes e os quatro ascendentes vão assumir as vagas dos que caíram nesta temporada: Internacional de Limeira, Atlético Sorocaba, União Barbarense e União São João, de Araras. Os dois finalistas devem perder vários jogadores para o Campeonato Brasileiro das Série B, em andamento, e da Série C, que começa em julho. O Juventus, com melhor campanha, teve o privilégio de atuar em casa e com a vantagem do empate. Mas estava bem mais concentrado na decisão e levou a taça com ampla justiça. A premiação aconteceu após o jogo, com a presença do presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero. Perto de cinco mil torcedores estavam na Rua Javari. O Juventus começou melhor. O time bauruense foi escalado com três volantes e não tinha uma boa saída de bola para chegar com perigo ao gol adversário. O time da Mooca levava vantagem nas bolas altas e numa delas saiu o primeiro gol. Aos 10 minutos, Ivan cruzou na área e Johnson subiu na área para cabecear e marcar. O time da Mooca marcou o segundo gol, novamente de cabeça. Aos 34 minutos, João Paulo cobrou falta na área e o zagueiro subiu sozinho para cabecear forte. A bola bateu no travessão e bateu atrás da linha e gol. O Noroeste melhorou no segundo tempo, tomando mais a iniciativa ofensiva. Mas demorou para diminuir, o que aconteceu somente aos 31 minutos. Osny entrou no lugar de Renatinho e na primeira vez que tocou na bola colocou Jorge Henrique na frente do gol. Ele entrou na área e chutou cruzado, forte e de pé esquerdo, para superar Marcelo, que nada pôde fazer. O jogo terminou com a justa vitória do Juventus, que fez melhor campanha que o Noroeste e mereceu a vitória na final.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.