Alberto Lingria / Reuters
Alberto Lingria / Reuters

Juventus vence fora e derruba série invicta de 27 jogos do Milan no Italiano

Equipe de Turim faz 3 a 1 em Milão, mesmo com atuação discreta de Cristiano Ronaldo

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2021 | 19h13

Depois de 15 jogos sem perder na atual edição, o Milan, enfim, sofreu sua primeira derrota no Campeonato Italiano, e logo para a Juventus. No San Siro, o time de Turim dominou o rival, venceu por 3 a 1 e diminuiu a desvantagem em relação à equipe rubro-negra, que, apesar do tropeço, continua na liderança. O confronto foi válido pela 16.ª rodada.

O Milan, que era a única equipe invicta na temporada 2020/2021 das cincos principais ligas da Europa, viu cair sua sequência de três vitórias e a série de 15 duelos sem derrota na atual edição do torneio. Ainda assim, soma 37 pontos, recorde do clube desde a temporada 1994/1995, e lidera a liga italiana com um ponto de vantagem para a segunda colocada Inter de Milão. A Juventus subiu para o quarto lugar, com 30 pontos. 

A Juventus derrubou a sequência de 27 jogos de invencibilidade do Milan (20 vitórias e sete empates) no Campeonato Italiano, considerando também a edição passada. Foi a maior série entre todos os clubes das cinco principais ligas da Europa. O último revés na liga havia sido em 8 de março de 2020, antes da paralisação por causa da pandemia de covid-19.

Normalmente implacável, Cristiano Ronaldo passou em branco e teve atuação discreta no triunfo de sua equipe. O astro português é artilheiro da competição, com 14 gols, dois a mais que Lukaku, da Inter. Outra estrela, Zlatan Ibrahimovic não esteve em campo. O veterano se recupera de lesão na panturrilha esquerda sofrida em novembro e deve voltar aos gramados neste mês.

Os grandes nomes da vitória da partida foram Chiesa e Dybala. O argentino deu duas assistências para os dois gols do italiano. Destaque para o primeiro deles, anotado aos 17 minutos da primeira etapa. No lance, o meia-atacante passou por Theo Hernández, tocou para Dybala e foi para a área. O argentino deu um lindo passe de calcanhar para o italiano finalizar cruzado, de primeira, no canto direito de Donnarumma. 

Naquele momento, a Juventus dominava a partida. No entanto, da segunda metade da primeira etapa em diante, o Milan cresceu e chegou ao empate aos 40 minutos com Calabria, que recebeu de Rafael Leão e arrematou da entrada da área no ângulo esquerdo de Szczesny.

Na etapa final, os visitantes se impuseram e retomaram a vantagem com um novo gol de Chiesa após mais uma assistência de Dybala. Ele chutou de pé esquerdo, no canto direito, para recolocar a equipe em vantagem aos 16 minutos. Aos 30, o meia-atacante norte-americano McKennie, que acabara de entrar, recebeu de Kulusevski e concluiu com força na linha da pequena área para selar o triunfo da Juventus em Milão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.