Andrea Di Marco/EFE
Andrea Di Marco/EFE

Juventus vira sobre o Milan no Italiano e pode ser octacampeã neste domingo

Moise Kean decide novamente e Velha Senhora aguarda tropeço do vice-líder para levantar a taça

Redação, Estadão Conteúdo

06 de abril de 2019 | 15h42

Líder isolada do Campeonato Italiano, a Juventus fez sua parte neste sábado ao vencer o clássico com o Milan por 2 a 1, de virada, em Turim, e torcerá por uma derrota do Napoli para ser campeã italiana pela oitava vez consecutiva com sete rodadas de antecedência.

A conquista de um histórico e inédito octacampeonato nacional da Juventus será garantida já neste domingo se o vice-líder, perder em casa para o Genoa. No momento, a Juve tem 83 pontos e ostenta 21 de diferença em relação à equipe de Nápoles.

O Milan, apesar de estar em baixa e ter acumulado o terceiro jogo sem vitória, se manteve na quarta colocação, a última que dá vaga na Liga dos Campeões na próxima temporada, com 51 pontos. No entanto, pode perder o posto se a Atalanta, quinta colocada, derrotar a Inter de Milão no domingo.

Alvo de racismo da torcida do Cagliari no último duelo da Juventus, o atacante marfinense naturalizado italiano Moise Kean foi novamente decisivo para um triunfo da Juventus. Tratado como uma das principais revelações do futebol italiano, Kean saiu do banco para marcar no final da partida o gol que garantiu o triunfo à Juve.

Sem Lucas Paquetá, machucado, o Milan fez um bom primeiro tempo. Marcou forte o rival e fechou o primeiro tempo em vantagem. O atacante polonês Piatek balançou as redes para o time de Milão. No lance, Bakayoko tomou a bola de Bonucci, e a sobra ficou com Piatek, que bateu na saída do goleiro Reina.

Na etapa final, a Juve, sem Cristiano Ronaldo, ainda em recuperação de lesão - é possível que o astro português volte a jogar na Liga dos Campeões - voltou melhor e conseguiu se impor, finalmente, depois que Dybala e Mandzukic acordaram.

Aos 13 minutos, Dybala foi derrubado por Musacchio na área. O próprio argentino bateu o pênalti e empatou a partida. No final, quando o empate parecia que perduraria, Kean saiu do banco de reservas e virou o jogo. O jovem marfinense naturalizado italiano recebeu de Pjanic na direita da grande área e bateu cruzado no canto oposto ao que estava Reina.

Mais cedo, o Torino empatou sem gols com o Parma fora de casa e perdeu a chance de igualar a pontuação da Atalanta, mesmo que temporariamente, pois o time de Bérgamo ainda entra em campo na rodada. O Torino é o sexto colocado, com 49 pontos, e está a dois da Atalanta, quinta colocada. O Parma tem 34 pontos e aparece no 12º lugar.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.