Kahê é o substituto de Roger na Ponte

Com a saída do atacante Roger para o São Paulo, a Ponte Preta promete buscar ao menos dois reforços para o Brasileiro: um atacante e um meio-campista. Os nomes são mantidos em sigilo.A diretoria não revelou o valor recebido pela saída de Roger, artilheiro do Brasileirão com cinco gols, nem adiantou quanto pretende investir em reforços. O clube teria direito a 40% do valor da negociação do atacante, em total aproximado de US$ 400 mil. Há quem diga que o valor é maior, em torno de US$ 700 mil.Um dos nomes pretendidos pela Ponte era o meia Vélber, do São Paulo, mas a diretoria do clube do Morumbi não aceitou incluí-lo na transação com Roger. Frontini, goleador do Marília, seria a primeira opção para o ataque.O próprio técnico Osvaldo Alvarez não sabe ao certo quem o clube pode contratar: "Tínhamos uma lista de prioridades, mas as negociações estão cada vez mais complicadas." Vadão, na verdade, está concentrado para o jogo contra o Vasco no domingo, em Campinas. adiantou que Kahê será o substituto de Roger. "Não haverá problema nessa troca, porque o time manterá o esquema 4-5-1", explicou o técnico, lembrando ainda que Kahê foi titular na estréia do time contra o Atlético Paranaense, em Curitiba (PR), quando marcou o único gol da vitória.A outra mudança, que já estava confirmada, é a entrada do goleiro Lauro, após suspensão, no lugar de Aranha. Se as chuvas não voltarem a atrapalhar, nesta quinta-feira haverá coletivo à tarde no CT do Jardim Eulina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.