Kaká afirma que pretende continuar no Milan

Jogador brasileiro tenta acabar com as especulações de uma possível transferência para o Real

Efe

17 de dezembro de 2007 | 15h24

O meia Kaká, que é o favorito para ganhar, nesta segunda-feira, o prêmio de Melhor Jogador do Mundo em 2007 da Fifa, afirmou que não deseja abandonar o Milan para disputar o Campeonato Espanhol. "Admiro muito o futebol espanhol, onde há grandes jogadores e as partidas são muito abertas, mas estou adaptado ao futebol italiano e me sinto muito à vontade no Milan. Acho que será difícil jogar em uma equipe espanhola", disse Kaká, em referência ao interesse do Real Madrid em contratá-lo. Na entrevista coletiva prévia à cerimônia de entrega dos prêmios da Fifa, o meia-atacante brasileiro se mostrou muito feliz por estar em Zurique para possivelmente receber, pela primeira vez em sua carreira, o prêmio máximo da federação internacional. "Foi um ano fantástico para mim. Consegui muitas conquistas com o Milan, e este prêmio confirmaria um esforço coletivo", disse. O jogador brasileiro viajou de Tóquio para Zurique, após ter conquistado o Mundial de Clubes, fechando com chave de ouro uma temporada na qual também venceu a Liga dos Campeões e a Supercopa da Europa, além de ter sido premiado com a 'Bola de Ouro' da revista France Football. "Tudo ocorreu de uma forma muito rápida, e de um modo que nunca imaginei, mas a Bíblia diz que Deus nos dá mais do que nós pedimos", disse Kaká.

Tudo o que sabemos sobre:
FIFA GALAKakáAC MilanReal Madrid

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.