Kaká completa 22 anos em alta

Kaká completa hoje 22 anos com muita coisa para comemorar. O sucesso que conseguiu em pouco mais de três anos de carreira superou a expectativa que ele tinha quando entrou em campo para fazer os dois gols da vitória são-paulina sobre o Botafogo na final do Rio-São Paulo de 2001. Ídolo no São Paulo e no Milan, campeão do mundo, cotado como um dos favoritos para ganhar o prêmio de melhor jogador do ano... "Tudo isso é muito mais do que eu pensei ou pedi para conseguir", disse o craque ao JT, por telefone.Discreto como sempre, ele vai comemorar o aniversário em casa com a mãe (Simone) e o irmão (Digão), já que o pai (Bosco) está em São Paulo - assim como sua namorada, Carol.JT - Você surgiu para o futebol na final do Rio-São Paulo de 2001. Quando fez os dois gols naquele jogo, imaginava que conseguiria tudo o que conseguiu nesses três anos?Kaká - É claro que eu tinha muitos sonhos quando comecei a carreira, mas o que aconteceu comigo até agora confirma as palavras bíblicas de que Deus faz muito mais do que pedimos ou pensamos. Tudo aconteceu muito depressa na minha carreira e é muito mais do que eu pensei ou pedi a Deus.JT - Qual o balanço que você faz de sua temporada na Itália?Kaká - Olha, acho que está sendo muito boa. Estou indo bem, me firmei como titular a partir de janeiro. Terá sido uma temporada ótima se confirmarmos a conquista do título italiano, mas não poderá ser excelente por causa da nossa eliminação na Copa dos Campeões naquele jogo com o La Coruña.JT - Qual foi a derrota mais doída: para o Boca na final do Mundial ou para o La Coruña?kaká - Perder jogos decisivos é sempre ruim. Eu queria muito o título mundial, era um sonho para mim desde que o São Paulo foi bicampeão, por isso senti muito aquela derrota. Mas acho que a eliminação na Copa dos Campeões foi pior porque tínhamos ganho o jogo de ida por 4 a 1, era uma vantagem muito grande.JT - Você tem sido apontado pela imprensa européia como um dos favoritos para ganhar o prêmio da Fifa e a Bola de Ouro no fim do ano. Como avalia suas chances?Kaká - Esses prêmios não dependem só do jogador. Se o time não for bem, fica difícil ganhar. Jogo num grande time, o que me dá muita visibilidade. Isso conta bastante. Mas se o Milan deixar escapar o título italiano ou não começar bem a próxima temporada, minhas chances diminuirão. É claro que sonho com esses prêmios, mas se não ganhar este ano ainda terei muito tempo pela frente para conseguir.JT - Você soube que o Pelé disse que te considera o melhor jogador brasileiro no momento?Kaká - Soube e fiquei muito feliz. Receber um elogio desses do maior jogador da história é motivo de muito orgulho para mim.

Agencia Estado,

22 de abril de 2004 | 09h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.