Arquivo/AE
Arquivo/AE

Kaká diz que Espanha não causa medo, mas merece respeito

Meia-atacante da seleção brasileira ainda aponta outras quatro seleções como favoritas ao título da Copa

EFE,

06 de janeiro de 2010 | 12h58

O meio-campo Kaká, da seleção brasileira e do Real Madrid, disse que não tem medo de enfrentar a Espanha na Copa do Mundo, na África do Sul, mas reconhece que a equipe merece "respeito total".

 

"É difícil saber quem é atualmente a mais forte. Veremos lá", disse Kaká em entrevista à revista France Football. O jogador do Real Madrid disse esperar que Brasil e Espanha terminem a fase de grupos em primeiro lugar para evitar um confronto já nas oitavas-de-final.

 

"De toda forma, antes de chegar à final, nos encontraremos com grandes seleções", afirma o brasileiro. Para Kaká, a Espanha "joga realmente bem e é muito completa em todas as linhas, mas o Brasil também dominou seus adversários mostrando muito boas qualidades", assegura o meia.

 

Além de Brasil e Espanha, Kaká cita Portugal, Inglaterra, França, Itália e Argentina como seleções favoritas ao título na Copa. Ao falar da seleção argentina, o jogador disse que a eterna rival do Brasil "ainda precisa de quilometragem".

"A Argentina teve problemas, mas é normal. O futebol mudou muito e Maradona nunca tinha treinado. Teve um grande trabalho para construir uma equipe competitiva", comenta Kaká.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.