Kaká jogará na seleção brasileira pela primeira vez em 2008

Meia do Milan será convocado nesta quinta para as partidas contra Venezuela e Colômbia pelas Eliminatórias

Sílvio Barsetti - O Estado de S. Paulo,

24 de setembro de 2008 | 21h10

Onze meses depois de atuar pela última vez na seleção brasileira, Kaká vai voltar à equipe para os jogos com Venezuela (em 12 de outubro, fora de casa) e Colômbia, no dia 15, no Maracanã, pelas Eliminatórias do Mundial de 2010. Seu nome vai estar na lista que o técnico Dunga divulgará nesta quinta à tarde, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Rio.Veja também:Parreira diz que Brasil ainda é favorito à Copa do Mundo Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoKaká pode ser o último trunfo de Dunga, cuja permanência na seleção está seriamente ameaçada. O técnico espera obter dois resultados convincentes, agora com Kaká, para tentar convencer o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, a mantê-lo no cargo a partir de 2009.O meia-atacante do Milan esteve ausente dos oito jogos da seleção principal em 2008 e da Olimpíada de Pequim. Sofreu com fortes dores no joelho esquerdo durante o primeiro semestre e foi submetido a uma artroscopia no local, em maio, pelo médico da seleção, José Luiz Runco. A operação encerrou polêmica quanto à sua liberação para a disputa de uma medalha na China.Nesta quarta, Kaká atuou pela terceira vez seguida desde a recuperação. Teve atuação discreta na vitória por 2 a 1 do Milan sobre o Reggina, pelo Campeonato Italiano, mas deu o passe do gol que definiu a partida, marcado por Alexandre Pato.O último jogo de Kaká pelo Brasil foi em 21 de novembro do ano passado - 2 a 1 sobre o Uruguai, no Morumbi. Agora, a torcida brasileira poderá vê-lo em ação dia 12, pela TV, ou no confronto seguinte, contra a Colômbia, no Maracanã.Embora sem a confirmação oficial do local do jogo, a CBF já trata de detalhes para abrigar a equipe no Rio após a volta da viagem até a Venezuela. A entidade espera que um bom resultado em San Cristóbal motive o público a lotar o Maracanã.Apesar das vaias da torcida no Engenhão na última rodada das Eliminatórias - empate com a Bolívia -, a CBF não tomou a iniciativa de levar para outro Estado o jogo do dia 15.O Brasil ocupa a segunda posição nas Eliminatórias, com 13 pontos, ao lado de Argentina e Chile, mas com vantagem no saldo de gols. O Paraguai lidera a competição, com 17 pontos.Se a seleção vencer bem os dois próximos adversários, Dunga pode seguir para casa ainda com esperanças de dirigir o time no Mundial da África do Sul. Mas se houver algum tropeço, deve começar a planejar 2009 longe da sede da CBF. Por tudo isso, ele sabe que Kaká será muito bem-vindo ao grupo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.