Kaká, no meio de uma guerra de nervos

Começou a guerra psicológica. A crise que domina a economia mundial não iria deixar de fora a transação de Kaká. Principalmente porque o negócio pode movimentar cerca de US$ 15 milhões. A diretoria do Milan anunciou que pretende oferecer só 8 milhões de euros (US$ 9 milhões) e nada mais. Do seu lado, a diretoria do São Paulo garante não aceitar menos do que US$ 15 milhões. Como Kaká tem direito por contrato a 15% de qualquer transação ao Exterior, as duas partes empurram a incumbência.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.