Eduardo Muñoz Alvarez/EFE
Eduardo Muñoz Alvarez/EFE

Kaká pede apenas uma chance a Dunga em amistosos nos EUA

Astro acredita que ainda tem muito a dar para a seleção brasileira

Estadão Conteúdo

02 de setembro de 2015 | 20h24

Uma chance de jogar pela seleção brasileira nos amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos é tudo que Kaká quer. O meia está convicto de que ainda tem muito a dar para a equipe e só quer ter a chance de provar.

"Estou bem fisicamente. Há muito tempo que não tenho nenhum problema físico. Estou tecnicamente bem. Eu me preparei para esses jogos. Se eu tiver a chance de jogar vocês vão ver o quanto eu ainda posso contribuir para a seleção", garantiu Kaká, nesta quarta-feira, aos jornalistas.

O jogador de 33 anos disse que adquiriu o hábito de fazer trabalhos preventivos para continuar atuando em bom nível. Desde janeiro ele está jogando pelo Orlando City, dos Estados Unidos, e considera que tem se saído bem. Por isso, acredita em ir bem pela seleção.

"A confiança da minha preparação, daquilo que eu tenho feito para essa oportunidade. Não sabia se teria outra oportunidade ou não na seleção. Mas sabia que se a chance chegasse eu teria que estar preparado. E eu estou".

Ele elogiou bastante Neymar, a quem definiu como "uma joia que precisa ser bem cuidada porque é rara" e disse acreditar que outros bons jogadores podem se tornar realidade até a Copa da Rússia. "O Brasil tem sempre muitos talentos. Até a próxima Copa, nós vamos ver surgirem outros grandes nomes. Esse grupo precisa realmente ser bem trabalhado, aproveitar as oportunidades".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolseleção brasileiraKaká

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.