Kaká pode ser novidade do Milan em duelo pelo Italiano

Presença do meia é trunfo para pegar a Udinese domingo; Inter e Juventus jogam pela permanência no topo

EFE

19 de dezembro de 2008 | 17h00

O retorno do meia brasileiro Kaká pode ser a novidade do Milan na partida contra o Udinese, domingo, que encerrará a 17.ª rodada do Campeonato Italiano. Veja também:Campeonato Italiano 2008/09 -  Classificação / Calendário / ResultadosO Melhor Jogador do Mundo pela Fifa em 2007 vinha sofrendo com dores musculares, mas participou do treinamento de quinta-feira e pode ser escalado por Carlo Ancelotti na partida do San Siro. O Milan vem de uma semana ruim e tentará a reabilitação contra a equipe de Udine, que já ocupou a liderança do Italiano. Uma vitória faria a torcida do time de Milão esquecer a goleada de 4 a 2 sofrida para a Juventus na última rodada, além do empate em 2 a 2 com o Wolfsburg, no meio de semana, pela Copa da Uefa. A equipe treinada por Ancelotti ocupa a quarta posição, com 30 pontos, nove a menos que a líder e rival Inter de Milão. O primeiro colocado chega à 17.ª rodada empolgado pela goleada de 4 a 2 sobre o Chievo. Neste sábado, os comandados do português José Mourinho enfrentarão o Siena fora de casa. O atacante Adriano será desfalque, já que vem se recuperando de lesão muscular e foi liberado para passar as festas de fim de ano no Brasil. Para a partida no Artemio Franchi, Mourinho também não poderá contar com o meia sérvio Stankovic, suspenso. O jogador foi um dos destaques da vitória sobre a equipe de Verona. Já a Juventus, vice-líder com 33 pontos, chega embalada após a goleada sobre o Milan, na qual brilhou o atacante brasileiro Amauri, autor de dois gols. O jogador está prestes a obter cidadania italiana e é nome praticamente certo na seleção do país em 2009. Amauri chegou a dez gols na competição e vem sendo um dos destaques da equipe de Claudio Ranieri na temporada, ao lado do veterano Alessandro Del Piero. O brasileiro e o italiano devem formar a dupla de ataque na partida contra a Atalanta, em Bérgamo. Quem também deve começar jogando é o jovem meia Paolo De Ceglie, que vem se firmando com boas atuações pelo setor esquerdo da equipe de Turim. Dono de campanha consistente, o Napoli ocupa a terceira posição, com 30 pontos. A equipe treinada por Edoardo Reja visitará o Torino no domingo e vai tentar se manter na zona de classificação à Liga dos Campeões. Reja, no entanto, terá alguns desfalques importantes, como o atacante argentino Ezequiel Lavezzi, suspenso, e o meia eslovaco Marek Hamsik, lesionado. Já a Fiorentina tentará superar a eliminação para o Torino nas oitavas-de-final da Copa da Itália ao visitar a Sampdoria no Luigi Ferraris. A equipe treinada por Cesare Prandelli ocupa a quinta posição, com 29 pontos, e aposta na boa fase de sua dupla de ataque, formada pelo romeno Adrian Mutu e o italiano Alberto Gilardino. O volante brasileiro Felipe Melo, ex-Flamengo, está confirmado entre os titulares. A Roma é a equipe que, talvez, venha apresentando o melhor futebol na Itália, no momento. Os comandados de Luciano Spalletti superaram a crise do início de temporada e, após flertar com o rebaixamento, já estão em décimo lugar, com 23 pontos. Neste domingo, a equipe da capital visitará o Catania de Walter Zenga no estádio Angelo Massimino. Spalletti ainda não poderá contar com o meia brasileiro Rodrigo Taddei e o italiano Alberto Aquilani, que seguem lesionados. Na parte de baixo da tabela, o lanterna Chievo terá um difícil compromisso pela frente. A equipe de Verona receberá o Genoa, ao atacante argentino Diego Milito, que tem 12 gols e divide o topo da artilharia com Marco Di Vaio, do Bologna, e Gilardino. Já a Reggina, penúltima colocada, visitará o Cagliari no Sant'Elia. A rodada ainda terá Lecce, 16.º colocado, recebendo o Bologna, 17.º, no Estádio Via Del Mare.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.